Província de Santa Cruz

A convite de Frei Jacob Hoefer, nove Irmãs de Notre Dame da Alemanha, com o objetivo de iniciar uma missão no Brasil, deixam, em 7 de abril de 1923, a Casa Mãe de Mülhausen, embarcando no Navio CAP Polônio, com destino ao Rio de Janeiro.

Vinte e um dias depois, chegam à cidade, onde são recepcionadas por duas Irmãs dos Estados Unidos: uma, representando a Administração Geral, e outra, para se integrar ao grupo vindo da Alemanha.

Assim começa a missão Notre Dame em terras brasileiras: contando com 10 missionárias.

A viagem ao sul realiza-se em etapas, ora de navio, ora de trem e o último trecho de caminhão, chegando na cidade de Passo Fundo, em 7 de junho de 1923. As Irmãs são recebidas na estação ferroviária por um grupo de senhoras com flores.

A representante geral comentava no decorrer da viagem: “Se estiver alguém com um buquê de flores para saudar as Irmãs, será um sinal de que Deus quer que um grupo de Irmãs permaneça logo nesta cidade”. Surpresa! O trem pára. Olham curiosamente um grupo de senhoras e flores. Não houve mais nenhuma dúvida. Cinco Irmãs foram destinadas a permanecer na cidade. Foi a 1ª fundação brasileira: o Colégio Notre Dame de Passo Fundo.

Enquanto não tiveram uma casa, receberam hospitalidade das Irmãs Franciscanas do Hospital São Vicente de Paulo. Em 8 de junho de 1923 as outras 5 Irmãs seguiram de caminhão para Não-Me-Toque. Deram início ao Colégio São José. Em vista do imenso campo missionário que se abria no Brasil e do Nacional Socialismo instaurado na Alemanha obstruindo as escolas católicas, desencadeou a vinda sucessiva de mais grupos de Irmãs, nos anos seguintes, chegando a um total de 178.

Com a vinda de três noviças da Alemanha em janeiro de 1927, deu-se o início do noviciado, em Não-Me-Toque. Em outubro deste mesmo ano foram aceitas as primeiras candidatas brasileiras ao noviciado.

Não-Me-Toque tornou-se oficialmente a sede distrital da Missão que se expandiu rapidamente, onde a Casa Distrital teve de ser ampliada para dar espaço ao noviciado e ao juvenato.

Em 1936, já existiam 21 casas espalhadas pelo país.

No dia 1º de janeiro de 1937, o distrito foi elevado à categoria de Província denominada Província de Santa Cruz . Sua sede, desde então, foi instalada em Passo Fundo.

A expansão das obras e o número crescente de membros levou esta Província a se desmembrar. Em 1962, foi criada a 2ª Província Notre Dame no Brasil: Província Nossa Senhora Aparecida, com sede em Canoas/RS.

Atualmente, as casas da Província da Santa Cruz estão espalhadas nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Acre e, a partir de 1992, nas Missões de Moçambique, África.

Em resposta ao carisma da Congregação, as Irmãs desempenham sua missão num vasto campo de ação pastoral-educativa em escolas, hospitais, paróquias e em obras sociais.

Após o Concílio Vaticano II e as Conferências de Medellin, Puebla e Santo Domingo, a Província se abriu sempre mais para o seu compromisso com a Igreja Local, atuando hoje em 13 dioceses, de feições e exigências diferentes, conforme a realidade geográfica, sócio-econômica, cultural e religiosa da região.

Esta entrada foi publicada em Irmãs de Nossa Senhora, Quem Somos. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe um comentário